Skip directly to content

Crime ambiental

Camapuã: PMA autua fazendeiro em R$ 30 mil por desmatamento ilegal

on qua, 01/07/2020 - 20:21

Um desmatamento ilegal em área protegida de reserva legal, atingindo também área fora de proteção especial no município de Camapuã foi localizado, quando Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste realizaram fiscalização em uma fazenda nesta terça-feira (30) à tarde.

Foto: divulgação / PMA

A supressão ilegal de 3,5 hectares de vegetação nativa de cerrado dentro de área protegida de reserva legal, que se juntava à uma área de 12,49 hectares fora de área de proteção especial, ocorrera entre janeiro de 2016 e setembro de 2017 e foi levantada por imagem de satélites e já estava com

PMA prende homem por matar seis tucanos e desmatar área protegida

on dom, 09/02/2020 - 23:21

Homem de 60 anos foi preso pela PMA (Polícia Militar Ambiental) neste sábado, em Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande, depois de matar seis tucanos e desmatar vegetação do assentamento Indaiá III, onde reside. Com o autor foram encontrados ainda rifles, espingarda, motosserra e armadilhas de caça.

Foto: divulgação / PMA

Conforme nota, os policiais localizaram na área de reserva legal coletiva do assentamento (área protegida), dois locais de desmatamento e exploração de madeira, além de girau de espera, ceva e armadilhas de captura de animais silvestres armadas na mata.

Camapuã: PMA autua fazendeiro em R$ 28 mil por desmatamento ilegal

on dom, 02/02/2020 - 14:10

Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste realizaram fiscalização em uma fazenda no município de Camapuã e constataram neste sábado (1) a tarde, desmatamento ilegal de 27,82 hectares de vegetação nativa do bioma cerrado.

Foto: divulgação / PMA

O infrator realizou o desmatamento entre o mês de novembro de 2015 e março de 2016 e a infração fora detectada por imagem de satélite. A área já estava com plantio de pastagem e criação de gado bovino. Havia parte da madeira proveniente da vegetação desmatada em leiras em meio à pastagem no local.

As atividades foram interditadas e o

Em MS, só 2% dos maiores infratores ambientais pagaram multas

on ter, 21/05/2019 - 15:07

Em Mato Grosso do Sul, nenhuma das multas de mais de R$ 5 milhões aplicadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) foram pagas e só 2,3% das penalidades com valor de 1 a 5 milhões de reais viraram recursos para o órgão.

Fiscais do Ibama durante fiscalização em madeireira de Mato Grosso do Sul (Foto: Ibama/Divulgação)

O levantamento feito pelo jornal O Globo no banco de dados público do Ibama aponta que a impunidade predomina entre os maiores infratores ambientais.